Raio XEnsinando as grandes

A fórmula encontrada pela AIEC para viabilizar sua atuação no exterior foi por meio de parcerias com multinacionais brasileiras em ritmo de expansão.
Revista Ensino Superior
Seção: Boas Práticas
Página:42
Data: Novembro 2010

Oferecer graduação para funcionários de grandes empresas brasileiras residentes no exterior foi o pulo do gato para o engenheiro Vicente Nogueira Filho no início dos anos 2000. Aliando sua experiência no sistema Telebrás ao início da internet, ele criou a Associação Internacional de Ensino a Distância (AIEC), primeira a oferecer cursos de graduação fora do país.

  As parcerias começaram em território nacional ainda no ano 2000 com o Banco do Brasil. Depois do BB, outras empresas fecharam acordos semelhantes, como  o Banco do Nordeste e a Camargo Corrêa.

  Em 2003 foi a vez de mirar o exterior. A instituição replicou seu modelo a partir de parceria firmada com a construtora Odebrecht. Brasileiros e estrangeiros que trabalham nas instalações da empresa em Luanda, Angola, começaram a se graduar via cursos a distância.

  A fórmula foi estendida ao Japão, e em 2004, a AIEC abriu um polo em Nagoya para capacitar brasileiros que trabalham no país. Desde então, já se formaram quatro mil alunos pela instituição, no Brasil e no exterior.

  A próxima parceira da AIEC pode ser a gigante Vale, a segunda mineradora do planeta. As duas estão em negociação para oferecer o curso de administração aos funcionários da empresa na África. "Estamos conversando também com alguns países da América Latina que estão querendo traduzir nosso curso para ser aplicado em outros países", diz Vicente.

Raio X

Associação Internacional de Ensino a Distância

Ano da fundação: 1999

Sede: Brasília

Cursos: graduação em Administração de Empresas e MBA semipresencial em Captação de Financiamento

Número de alunos: mais de 4.000 (3.200 no Brasil e 800 no exterior)

Número de professores: 34

Número de tutores: 93

Número de polos: 2 no exterior e 46 no Brasil

Preço médio da mensalidade: R$ 627

(para alunos internacionais, o preço é convertido para as moedas locais)

Número de alunos formados: cerca de 4.000